sábado, 6 de agosto de 2016

Diário de Leitura - Outlander: A viajante do tempo



Contém spoilers

Nos últimos capítulos dessa história vemos o relacionamento de Claire e seu novo marido ir se consolidando aos poucos e se tornando algo mais forte e cheio de cumplicidade, porém a felicidade não dura muito. Acusada de bruxaria ela descobre, em vão, em meu ao turbilhão de ser queimada na fogueira os segredos de sua amiga Geillis Duncan, segredos que se revelados antes poderiam ajudá-la.Desespera e com medo ela resolve revelar seu segredo, dizer que atravessou as pedras e que pertence a outro tempo. 
Após os acontecimentos sombrios e desesperados ela é levada até Craig na dun e deve escolher voltar para Frank e sua antiga vida ou reconhecer seu amor por Jaime e ficar em 1744.
A escolha de Claire por Jaime leva ambos a enfrentarem o futuro eminente que a Escócia e toda a cultura dos clãs irão enfrentar depois da batalha de Culloden, portanto  o casal vai para Lallybroch casa da família de Jaime e vivem por um tempo um vida normal, mas nem tudo é perfeito. A felicidade deles é levada junto com Jaime para uma prisão onde Jack Randall (parente distante de Frank) maltrata Jaime de maneiras imagináveis. Claire tem que salvar Jaime de Randall, e dele próprio. 
Como antes mencionado na primeira parte do diário de leitura a história é bem detalhada, o leitor sente que as personagens são bem realistas e o ambiente muito bem trabalhado nas descrições, senti muita falta dos detalhes sobre os Jacobitas e dos acontecimentos históricos que permeiam a trama no inicio, porém é compreensível, pois Claire está longe de Dougal que é um dos insufladores do movimento jacobita, com essa distancia a personagem se volta mais para seus problemas pessoais e a luta para libertar seu marido das garras dos ingleses. 
Alguns personagens apresentados ou apenas mencionados na narrativa são personagens da história mundial incorporados a ficção, fator que gosto muito de ver em romances históricos, a cada nome citado pesquisei se a personagem realmente existiu, o mesmo fiz com os lugares que Claire menciona como: Inverness, forte William, Culloden, etc.

 

Irei ler o segundo livro  Outlander: A libélula no âmbar, e continuarei com o diário de leitura, então até o próximo.


Hey, gostou da postagem? 
Então deixe sua opinião/crítica/elogio aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário